quarta-feira, 15 de março de 2017

Desconcertos de Poesia de Março - Hoje



JOAKIM Antonio
Desconcertos de Poesia de Março

-

Diziam que viraria purpurina,
desacreditavam e torciam narizes,
por cantar aos quatro ventos,
que seu mundo era mágico.

Sempre retrucava dizendo,
que um dia ainda voaria
para ver o pôr-do-sol,
e achavam muito estranho.

Lhe negaram empregos,
escorraçaram de casa,
revelaram segredos
e queimaram sua tralhas.

Tentou viver escondido,
realidade da noite,
terno azul da tarde,
personagem do dia.

Melhorou a vida
dele e da família,
mas infelizmente,
continuava proibido.

Taxado, humilhado,
foi atocaiado e pego,
voltando para casa,
completamente nu.

Uma semana depois,
com o rosto desfigurado,
olhou no espelho e disse:
Adeus Alice, e pairou no ar.

Joakim Antonio

A poesia vem de dentro
meia verdade
ela está lá fora
na beleza da favela
na monstruosidade da cidade
presente na água límpida
das torneiras
no rio seco e sujo
nosso leito
que nos permeia
sinto-a no olhar
terno do asilo
procuro-a e não encontro
no sorriso do vizinho
fugidia e bela
leio-a nas rugas
das lavadeiras
busco resquícios
em peles de seda
brilha e ofusca
onde menos esperam
esconde-se e chora
onde mais a quero
Poderia o mundo
viver sem poesia?
É possível
mas haveria apenas
tristeza
como estivesse a ver
um palhaço
que nunca ri

Joakim Antonio

-
Dia 15 de março, quarta-feira, 19:30 hs.
DESCONCERTOS DE POESIA NO PATUSCADA.
Com Jeanne Callegari, Davi Kinski, Manoel Herzog, Paula Valéria de Andrade, Joakim Antônio, Paulo Miranda, Iago Passos.

PATUSCADA - Livraria, Bar & Café
Rua Luis Murat, 40

https://www.facebook.com/events/1379762835407260/?notif_t=plan_user_associated&notif_id=1487616985885110 — com Joaquim Antonio.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Noturno


Noturno / sigo as estrelas /
Sinal verde para casa /
Cometas / passam rasgando /
Há um véu recobrindo a praça /
Na via / recortes de luz /
Uma ribalta espelhada /
Soturno / chego ao ponto /
Mas meu letreiro não passa /

Joakim Antonio 

Imagem: Noturno by JoaKim

domingo, 12 de março de 2017

Degraus


Degraus / em diferentes direções /
Dilemas / sempre elevados ao cubo /
Divagar / em pensamentos concretos /
Decidir-se / entre palavras mudas /

Joakim Antonio 

Imagem: Degraus By JoaKim

quarta-feira, 8 de março de 2017

Dia das mulheres - 08 de março



Flores para todas, colhidas ou não, para as que aceitam e, principalmente, aceitariam se ainda estivessem por aqui.

As pessoas darão flores. Do começo ao fim da vida. Para comemorar a chegada, para aplacar a partida. Flores como representação do belo, aparentemente frágil. Como representação da força, nascendo até na pedra, desembrutecendo a lama da vida. Povoando espaços, exalando perfume e defendendo-se com espinhos, portanto causando dor ou alegria, conforme a mão de quem lida. Flores para comemorar a vitória, com todas pompas e glórias merecidas. Representando o poder de multiplicar-se, espalhando-se pelo mundo. A flor como signo. A flor como sim, de tudo que nosso coração deixar. E mesmo que eu escolha impor meu não. A flor presente, sempre estará.

"A flor que existe no mundo independe de minha vontade." Charles Sanders Peirce

Joakim Antonio


Photo by Evan Kirby

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...